terça-feira, 22 de maio de 2018

José Manuel de Mello – A Cultura da União


José Manuel de Mello (1927-2009), que o Expresso apelidou de «o empresário sem medo», foi um empreendedor notável e de grande visão, para sempre ligado no imaginário português à Lisnave. Conheça a aguardada biografia de um grande empresário português, «José Manuel de Mello – A Cultura da União», de Miguel Figueira de Faria, disponível nas livrarias desde 18 de Maio.

Herdeiro dos destinos da Companhia União Fabril (CUF), que o Avô Alfredo Silva fundara, e da sua cultura empresarial, viu o 25 de Abril chegar numa altura em que o grupo que liderava era o maior de Portugal e um dos maiores da Europa. Com as nacionalizações, a família perdeu o património e saiu do país.

Nos anos 90, José Manuel de Mello regressa a Portugal e funda um novo grupo, alicerçado nos princípios familiares, mas necessariamente voltado para o futuro, dinâmico e inovador. Nesta biografia exaustiva e bem documentada, Miguel Figueira de Faria traça o percurso e os marcos decisivos da vida deste empresário português, da CUF ao Grupo José de Mello.

Da Ciência ao Amor - Pelo esclarecimento espiritual


Depois de Ser Espiritual – Da Evidência à Ciência, publicado em 2013 e já com 24 edições, Luís Portela, Chairman da Bial, lança este mês um novo livro pela Gradiva com o título Da Ciência ao Amor - Pelo esclarecimento espiritual em que aprofunda um dos principais interesses que tem atravessado toda a sua obra já publicada - a compreensão da dimensão integral do Homem, tanto sob os aspetos físicos como sob o ponto de vista espiritual.

Partindo da evidência de que o mundo contemporâneo tem vindo a registar um desenvolvimento eminentemente centrado nas áreas científicas e tecnológicas, possibilitando, por exemplo, um grande conhecimento do corpo humano e um aumento da esperança média de vida, o autor constata que a área espiritual tem vindo a ser inversamente descurada e pouco estudada, verificando-se mesmo algum desequilíbrio na postura de muitas pessoas, mais focadas no mundo físico, no ter e no parecer, e menos atentas aos valores universais, ao ser, e à vida espiritual.

Fazendo um ponto da situação da evolução científica em algumas áreas normalmente incluídas na fenomenologia parapsicológica, o autor defende neste seu novo livro, o seu aprofundamento, para que os seres humanos se conheçam melhor, criando condições para aproveitarem todas as suas potencialidades.

Para Luís Portela os resultados da investigação científica em parapsicologia, nas últimas décadas, são suficientemente importantes para que a ciência tenha a responsabilidade de continuar a investigar nesta área, procurando estimular o esclarecimento espiritual da Humanidade.

A seu ver, a ciência deverá assumir a importância de estudar e investigar, demonstrando, sob o rigor do método científico, o que é verdadeiro e o que é falso nesta disciplina de conhecimento, como se processa e para quê, contribuindo assim para a Humanidade se esclarecer sob o ponto de vista espiritual e pondo fim a alguns mitos e a alguma exploração da ignorância que ainda se verifica.

Com este seu livro, Luís Portela, ao sintetizar as mais actuais e profundas investigações científicas na área da Parapsicologia, pretende dar um contributo para o esclarecimento espiritual da Humanidade. Com ele procura mostrar como o conhecimento científico neste domínio poderá ajudar a criar condições para que os seres humanos vivam com mais conforto espiritual num ambiente de crescente harmonia, desenvolvendo a sua capacidade para se respeitarem e amarem a si próprios e ao outro, nas suas mais diversas formas; mas também a respeitarem e amarem o Todo Universal de que fazem parte. 


segunda-feira, 21 de maio de 2018

Palco Comédia do NOS Alive


O Palco Comédia do NOS Alive, ponto de paragem obrigatório para os amantes de stand-up comedy, apresenta o alinhamento de dia 14 de Julho, o dia que encerra o festival. Cebola Mol, Pedro Teixeira da Mota, Diogo Batáguas, Ana Garcia Martins (A Pipoca Mais Doce) e João Pinto, são os nomes que completam o cartaz do Palco Comédia para a 12.ª edição do NOS Alive. Nuno Duarte, mais conhecido pelo público como Jel, será o anfitrião do dia, responsável por receber estes grandes nomes em palco.

Cebola Mol encerram a noite de dia 14 de Julho. O duo da música portuguesa, composto por Eduardo Madeira e Filipe Homem Fonseca, é conhecido pelo tom cómico das suas músicas e letras e pela atitude irreverente em palco. Cebola Mol foram lançados no programa O Homem Que Mordeu o Cão, de Nuno Markl, sendo que este dizia que "os tinha encontrado à porta do estúdio". Têm dois disco editados: “Samba Roulotte”e “Android Polaroid”. Grande parte do seu sucesso ficou a dever-se às atuações nas queimas das fitas e nas aparições ao vivo no programa Levanta-te e Ri. Apresentam-se no NOS Alive acompanhados de banda num concerto que promete ser desconcertante.

Pouco antes é a vez de Pedro Teixeira da Mota ocupar o palco. Pedro Teixeira da Mota é um dos jovens mais promissores da comédia portuguesa. Em 2017, estreou o seu primeiro solo IMPASSE, esgotando as três sessões de estreia deste espetáculo no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, e no Hard Club, no Porto. Desde aí, tem esgotado praticamente todas as datas da digressão que passa pelas principais cidades do País. O seu podcast, ask.tm, tem estado permanentemente no topo dos podcasts mais ouvidos em Portugal, com milhares de ouvintes semanais no Soundcloud e iTunes. Com Luís Franco-Bastos criou o programa Erro Crasso, transmitido no YouTube e que já vai na 3.ª temporada. Uma atuação imperdível.

Diogo Batáguas é outro dos nomes confirmados para este dia. Nasceu em 1985, tal como Cristiano Ronaldo, Bruno Mars e Luciana Abreu. Serve este facto para o enquadrar no âmbito da excelência artística. Trabalhou vários anos como locutor de rádio e apenas se dedicou 100% à comédia em 2016, após falirem todos os projetos em que tinha trabalhado anteriormente. “Quero Lá Saber” é o seu segundo solo de Stand Up e o primeiro a permitir-lhe concretizar uma digressão nacional com salas esgotadas por todo o País.

As mulheres estarão representadas neste dia por Ana Garcia Martins, aka “A Pipoca Mais Doce”. Conhecida como a maior blogger nacional, prepara agora a sua afirmação como stand-up comedian. Depois da inesperada participação no Roast SIC Radical, tem sido presença habitual em noites de Stand-Up, com bastante sucesso.

A abertura do Palco Comédia no dia 14 de Julho está nas mãos de João Pinto. Comediante desde 2008, estreou-se ao vivo no Sempre em Pé da RTP1 tendo vindo desde então a atuar em anfiteatros e bares. Filho dos Olivais, enteado do Feijó, chega ao NOS Alive no pico da sua forma artística.


Noite de Tributo aos Supertramp com os Time To Tramp no Casino Estoril


Em concerto de tributo aos carismáticos Supertramp, a banda Time to Tramp estreia-se, no próximo dia 22 de Junho, a partir das 22 horas, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Em genuíno ambiente revivalista, os Time to Tramp convidam o público reviver os incontornáveis êxitos da famosa banda britânica Supertramp formada, em 1969, por Roger Hodgson e Rick Davies.

“Give a Little Bit”, “The Logical Song”, “Take the Long Way Home”, “Dreamer”, “Breakfast in America”, “It’s Raining Again”, “Bloody Well Right”, “Goodbye Stranger”, “Cannonball”, "School" ou "Fools Overture" são, apenas, algumas das canções que encantaram gerações e poderão ser recordadas no Salão Preto e Prata.

Banda de pop rock carismática, dos anos 70 e 80, os Supertramp notabilizaram-se pela sua música simples e ritmada, completada por uma harmonia de vozes incrível, que conferia um resultado final espantoso e que tornaram as suas músicas em grandes e intemporais êxitos.

Aplaudidos pelos fãs dos Supertramp, os Time to Tramp são o resultado de uma fusão de músicos profissionais de grande qualidade, com a enorme particularidade de possuir um vocalista cuja voz combina a elegância de Rick Davies com o timbre de Roger Hodgson.

Os concertos dos Time to Tramp  recolhem  largos elogios por parte da imprensa especializada e atingem facilmente o estatuto de “esgotado”. A banda foi, recentemente, reconhecida pela imprensa americana como “The Best Supertramp Tribute Band”.

Os Time to Tramp destacam-se como sendo a actual referência em França no mundo das Tribute Bands. Estarão, pela primeira vez, em Portugal para protagonizar um concerto único no Casino Estoril, convidando o público a reviver a sonoridade de uma das grandes bandas da época de ouro da música, os Supertramp.

Palco Street Dance volta com a Yorn ao Rock in Rio-Lisboa


Na edição de 2018 a dança vai invadir em força a Cidade do Rock! No palco Yorn Street Dance, que conta com o patrocínio da Yorn e curadoria da Jazzy Dance Studios, 114 bailarinos vão protagonizar espetáculos verdadeiramente contagiantes, numa programação que arranca na abertura de portas (12h00) e se prolonga até às 23h00. Lançado na edição de 2012, este palco foi pioneiro, em Portugal, a integrar a dança na programação de um festival, sendo hoje um dos espaços mais procurados no recinto e protagonista do “festival de dança” que o público pode acompanhar dentro de portas.   

“A dança profissional tem vindo a ganhar cada vez mais relevância no Rock in Rio. Se juntarmos todos os espaços da Cidade do Rock nos quais o público pode assistir a performances de dança – Palco Mundo, EDP Rock Street, Music Valley, Super Bock Digital Stage, Pop District – temos um ‘mini festival de dança’. Além disso, se há coisa que todos gostamos é de dançar!”, afirma Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio.

Com uma programação variada, uma nova cenografia, mais bailarinos e mais horas de dança, o Yorn Street Dance prepara-se para contagiar o público que diariamente passa pelo recinto com performances arrebatadoras. “Este ano promete ser o melhor de sempre no Yorn Street Dance. Temos três espetáculos residentes, com crews e músicos ao mais alto nível, e em todos os dias do Rock in Rio-Lisboa temos, também, artistas e crews convidados que vão engrandecer o palco. O desafio é maior mas não podíamos estar mais entusiasmados!”, refere Álvaro Lopes, Curador do Yorn Street Dance.

Conheça o cartaz do Yorn Street Dance

Os primeiros passos de dança vão ser dados no Yorn Street Dance logo às 12h00, na abertura de portas, com os Bootcamp (crew dirigida pelo conceituado coreógrafo Vasco Alves) a receber os primeiros visitantes da Cidade do Rock. Mas um dos momentos altos ficará a cargo dos Jukebox + Blkbrds. O espetáculo que na edição de 2016 esgotou este mesmo palco todas as noites promete, agora, uma combinação explosiva de bailarinos com música ao vivo a encerrar todos os dias o palco.

E porque “street dance” pede ritmos a condizer, uma das novidades desta edição é a música ao vivo. A acompanhar algumas performances de dança estarão alguns artistas portugueses, como Tekilla ou TT, que vão elevar o clima vivido neste palco a um outro patamar.

A estrear-se no Rock in Rio-Lisboa está, também, Fábio Krayze, que se prepara para um espetáculo que mistura ritmos do kuduro, afro house e funk brasileiro. Também pela primeira vez no festival estão as Triple DC, vencedoras do Yorn Dancers, na sua primeira grande performance ao vivo. Além desta crew, All About Dance Academia e BeatCrew (segundo e terceiro classificados no concurso que pôs Portugal a dançar, dando a conhecer algumas das mais talentosas crews do país), também vão atuar no maior evento de música e entretenimento do mundo.

“Na Yorn acreditamos no potencial dos jovens e gostamos de desafiá-los a tirar partido daquilo que são. Queremos potenciar ao máximo aquilo que faz mexer as gerações mais novas, para que consigam concretizar os seus sonhos. É este o compromisso da Yorn: descobrir talento, dar-lhe as ferramentas certas para se expressarem e potenciar o seu sucesso”, salienta Leonor Dias, Diretora de Marca da Vodafone Portugal.

Pelo Yorn Street Dance vão, ainda, passar alguns dos melhores Bboys do país que se irão defrontar em breakdance battles, prontos para conquistar os jurados e o público. Há, também, um espetáculo “Do Mundo” dedicado a outros ritmos. De Bollywood ao Sapateado, passando pela Kizomba e pela Dança Irlandesa, não faltarão ritmos, nem motivos, para cativar novos públicos. Além de todas estas performances, o palco conta diariamente com momentos de interação entre público e bailarinos profissionais e com algumas aulas de dança. 

Morrer com Dignidade: A Decisão de Cada Um


No dia 29 de Maio, a Assembleia da República discute um assunto da maior importância, uma questão de dignidade: a despenalização da morte assistida. Quatro dias antes, a 25 de Maio, a Contraponto publica uma obra intitulada Morrer com Dignidade: A Decisão de Cada Um, da autoria do movimento cívico Direito a Morrer com Dignidade e organizada pelo médico e político João Semedo. O livro, que conta com testemunhos de personalidades de vários quadrantes, vai ser apresentado na Biblioteca Passos Manuel, da Assembleia da República, no dia 23 de Maio, pelas 18h00, tendo como apresentadores Ana Jorge e José Eduardo Martins. 

Fafá de Belém celebra carreira em concerto exclusivo no Casino Estoril


Estrela da música popular brasileira, Fafá de Belém actua, no próximo dia 16 de Junho, a partir das 22 horas, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Com a sua inesgotável energia, em palco, Fafá de Belém protagoniza um concerto único e exclusivo, com músicas que há muito não traz a Portugal. O público poderá acompanhar um repertório festivo, feito à medida para celebrar as mais de três décadas de parceria com Portugal e o Casino Estoril, onde a artista iniciou a sua carreira internacional.

Fafá de Belém estreou-se, há 32 anos, no Casino Estoril, e para assinalar esta data, está agendado um concerto especial no Salão Preto e Prata e uma exposição inédita no átrio principal. Estarão em exibição vestidos emblemáticos, de diferentes épocas, que a artista usou em memoráveis espectáculos que esgotaram o Salão Preto e Prata, Poderão ser observadas várias peças assinadas, pelo estilista André Lima e pelo saudoso Markito.

Em noite de celebração, Fafá de Belém selecionou um conjunto de incontornáveis êxitos que integram o alinhamento deste concerto como, por exemplo, "Estrela Radiante" (Walter Queiroz), "Pirilampo" (Prêntice/Carlos Colla), "Vermelho" (Chico da Silva), "Abandonada" (Michael Sullivan/Paulo Sérgio Valle), um medley de lambadas, além, é claro, de vários sucessos que a intérprete mantém no setlist, como "Nuvem de Làgrimas" (Paulo Debétio/Paulinho Rezende), “Coração do Agreste” (Aldir Blanc/Moacyr Luz) e naturalmente, algumas homenagens à canção portuguesa.

Verdadeira “rainha da animação”, Fafá de Belém distingue-se, em palco, pela alegria com que contagia o público. O próximo concerto no Salão Preto e Prata será mais uma oportunidade para a cantora e o seu público celebrarem não somente esta longínqua parceria mas, também, a união de culturas tão ricas e plurais. Uma parceria que ultrapassa o Casino Estoril e a artista, e que estreita, ainda mais, os laços Portugal/Brasil.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Hotéis IHG do Porto adotam medida antipoluição


A «Plastic Straw Initiative», medida adotada pelo Crowne Plaza Porto e InterContinental Porto – Palácio das Cardosas, representa a posição dos hotéis contra a utilização única das palhinhas de plástico e um esforço para evitar os seus efeitos nocivos sobre a saúde, o meio ambiente e os oceanos.

Com o objetivo de contribuir para a sustentabilidade do nosso planeta, os hotéis Crowne Plaza Porto e InterContinental Porto – Palácio das Cardosas extinguiram a utilização de palhinhas de plástico em todos os seus serviços. Este artigo não reciclável e de alto consumo acaba muitas vezes por ser depositado nos oceanos provocando a morte de cerca de 100.000 animais marinhos no espaço de um ano.

Nos dois hotéis da Invicta, todo o stock de palhinhas de plástico foi eliminado e agora substituído por palhinhas ecológicas, feitas de papel reciclado. Uma solução sustentável, 100% biodegradável e amiga do ambiente.

Ainda assim, para evitar a utilização desnecessária deste artigo, o Crowne Plaza Porto e o InterContinental Porto - Palácio das Cardosas definiram algumas medidas internas, como não colocar automaticamente palhinhas (ainda que ecológicas) nas bebidas, a não ser que o cliente solicite ou quando a sua utilização é estritamente necessária, como nos Cocktails ou Milkshakes.

Nas palavras de Vincent Poulingue, Diretor Geral dos dois hotéis IHG do Porto, “esta é uma medida que pretende, acima de tudo, conservar o meio ambiente. O plástico não é um material biodegradável e as palhinhas são muitas vezes utilizadas apenas como elemento decorativo. Nós queremos alterar essa política e, para as ocasiões em que realmente são essenciais, temos disponíveis as palhinhas ecológicas. Além disso, este posicionamento é um reflexo da política sustentável da marca IHG – InterContinental Hotels Group. Vamos sempre tentar explorar novas oportunidades para reduzir o impacto ambiental, com alternativas biodegradáveis e ecológicas nos nossos serviços”.

Este posicionamento será sempre comunicado aos clientes dos dois hotéis do Porto, com o objetivo de fomentar a importância do tema na indústria e de os sensibilizar para as causas nocivas da utilização das palhinhas de plástico na nossa saúde, no meio ambiente e nos oceanos, onde cerca de 90% de todos os detritos encontrados são feitos de plástico. Além disso, uma palhinha demora, em média, 400 anos para ser absorvida pela natureza.

Recordamos que no passado dia 3 de Fevereiro foi assinalado, pela primeira vez, o Dia Internacional Sem Palhinha em mais de 20 países. Existem ainda várias hashtags associadas ao movimento e que começam a ser adotadas nas redes sociais, como #palhinhazero, #thelaststraw ou #refusethestraw.

Santa Casa dá o nome ao grande Festival anual de fado em Alfama


Com a atribuição do seu nome àquele que é o grande Festival anual de Fado, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa vai associar-se à expressão artística de um estilo de música que é um elemento importante da identidade portuguesa.

Com esta parceria, a SCML reforça o seu apoio à música nacional, no seguimento da estratégia que tem vindo a seguir nos últimos anos, com a presença em inúmeros festivais e apoios a artistas, acreditando que muitos dos valores defendidos pela instituição podem ser transmitidos através da música e dos seus vários estilos.

No âmbito desta parceria, e à semelhança do que se tem verificado noutros festivais onde tem marcado presença, a Santa Casa pretende levar as boas causas até Alfama, através do apoio a pessoas de mobilidade reduzida nos dias de concerto, com a disponibilização de estruturas de acessibilidades.

Ao assumir-se como naming sponsor deste Festival, a Santa Casa pretende ainda sensibilizar a comunidade para a importância da inclusão social, permitindo que, todos, independentemente da sua condição física e idade, possam ter condições logísticas para assistir aos concertos e aos artistas que mais gostam no  histórico bairro de Alfama.

Love the 90´s pela primeira vez em Portugal


O maior festival de música dos anos 90, Love the 90´s, chega pela primeira vez e numa única data a Portugal, no dia 1 de Dezembro, com um grande concerto no Altice Arena, em Lisboa.

Pela primeira vez, será possível ver reunidos em Portugal, no mesmo palco, os míticos artistas da década de 90, que nos farão recordar todos os êxitos que fizeram dançar uma geração inteira.

O espectacular cartaz tem já confirmados grandes artistas internacionais como Haddaway (‘What is love’), Corona (‘The Rhythm of the night’), La Bouche (‘Be my lover’), Snap! (‘The Power’, ‘Rhythm is a dancer’), Jenny Berggren de Ace of Base (‘All that she wants’, ‘The sign’), Ice MC (‘It’s a rainy day’), Culture Beat (‘Mr. Vain’), 2 Brothers on the 4th. floor (‘Dreams’), e Iran Costa (‘O Bicho’). A representação nacional ficará a cargo dos míticos Santamaria (‘Eu Sei, Tu És…’).

O Concerto contará ainda com a animação dos djs espanhóis The Jumper Brothers e será apresentado pelo mítico Iran Costa.